WhatsApp

(011) 97333-2909

Unidades em todo o Brasil

Resgate 24 horas

(011) 99006-4900

Clique aqui e faça sua ligação

WhatsApp

(011) 97333-2909

Unidades em todo o Brasil

Resgate 24 horas

(011) 99006-4900

Clique aqui e faça sua ligação

A Dependência Química e o Trabalhador

O aumento do uso de substâncias ilícitas na sociedade, assim como as situações de dependência se apresentam como um grande desafio a prevenção de dependência química entre os trabalhadores um dos principais assuntos nas empresas.

Quando se fala em dependência do público trabalhador, um dos maiores problemas é álcool. Esse vício se relaciona diretamente com faltas, atrasos, erros e muitas vezes conflitos no ambiente de trabalho. Além disso, o tabaco também causa prejuízos imensos envolvendo consequências na saúde do trabalhador, e o uso da cocaína e derivados levando a problemas causados pelo álcool. Normalmente, as empresas apresentam dificuldade para perceber quando os trabalhadores se envolvem com algum tipo de substância ilícita, também se torna danoso em relação à equipe médica de lidar com o paciente, família, colegas de trabalho, chefes e supervisores, pois cada um têm um pensamento a respeito da suposta “cura”. Sendo um processo longo e envolvendo prejuízos causados pela pessoa que necessita do auxílio.

É preciso analisar o quadro de forma detalhada para que assim o tratamento seja o mais adequado possível, visto deve se levar em conta a dependência em si, o tipo de substância consumida, além de avaliar as relações com os colegas de trabalho, convívio familiar e social, como é o lazer, se existe estresse dentro do espaço em que se trabalha, se realiza atividades físicas e demais pontos.

O tratamento não precisa se restringir apenas a área médica, o trabalhador necessita, também, de acompanhamentos abrangentes com profissionais das áreas de serviço social, enfermagem, educação física, fisioterapia, nutrição, que são fundamentais durante o processo de recuperação. A empresa deve ter um bom envolvimento e os demais funcionário para haver contribuição colaborativa no tratamento, envolvendo pessoas interessadas e promovendo ações de prevenção. Ainda, deve se rever determinadas posturas que podem levar a omissão, atitudes extremistas que são capazes de piorar o quadro.

Uma boa política de prevenção precisa ser implantada nas empresas, não sendo um privilégio, mas sim uma necessidade para a saúde mental e física dos funcionários. Depende diretamente do reconhecimento dos dirigentes e trabalhadores da empresa, visto que eles têm a função de demonstrar como há consumo de drogas e que pode impactar a produtividade, bem como, a segurança e relações interpessoais no trabalho. A empresa precisa focar em elaborar uma política para o espaço em que se trabalha considerando as ações e estratégias de intervenção, isto é, deve haver a compreensão de que há consumo de drogas lícitas ou ilícitas e que isso é um problema que pode afetar a segurança dos funcionários. Por isso, os trabalhadores devem ser organizados e buscar melhorias.

Além disso, os aspectos positivos da prevenção no ambiente de trabalho é que há maior oportunidade de reflexão e ajuda profissional para alterar o padrão de consumo, mudança de estilo de vida dos trabalhadores e participação proativa em ações que promovem a saúde e segurança no espaço empresarial. A prevenção é importante nas empresas, quando se trata da saúde no geral sendo um tema relevante e pouco abordado por trabalhadores.

Dúvidas? Entre em contato conosco.