Alguém morre de overdose?

Alguém morre de overdose

É muito provável que você já tenha ouvido alguma vez na sua vida que algum artista morreu de overdose. Mas será que realmente alguém morre de overdose? É o que você vai descobrir lendo este artigo. Boa leitura!

Quando falamos em overdose, muitos tendem a pensar numa pessoa entupida de drogas e substâncias alucinógenas. Porém, não é bem assim.

Até porque ter uma overdose é estar com excesso de alguma substância ou até mesmo de algo no organismo. E nem sempre é só por conta de substâncias ilegais.

Basicamente, em sentido figurado, a overdose também pode se referir a uma exposição excessiva a uma pessoa, como um colega de trabalho chato, a sogra, ou a cunhada. Ou então, a comidas, como por exemplo, se você comer muita pizza, você pode ter uma overdose de comida.

No entanto, esses exemplos que citamos acima são aquelas que não podem levar à morte de uma pessoa. Mas, ao longo do artigo você irá ver exemplos que são extremamente perigosos e que podem provocar a morte.

Tanto é que, vários artistas já morreram em decorrência de uma overdose. Como, por exemplo, Elis Regina, Anna Nicole Smith, Jimi Hendrix, Jim Morrison (sem certeza, pois não foi realizada autópsia), Marilyin Monroe, Heath Ledger, Cory Monteith, Keith Moon, Prince e Michael Jackson.

O que é a overdose?

O que é a overdose

A overdose não é só de drogas, substâncias químicas e remédios. Na verdade, você ter uma overdose é você estar com uma dose excessiva, ou quantidade excessiva de algo ou alguém. Ou seja, você pode ter overdose de pessoas e de comidas, como já exemplificamos.

A overdose pode ser acidental ou provocada, fatal ou não. A provocada, por exemplo, é quando o indivíduo estava ou está consciente de seus atos, como no caso do suicídio.

Já a acidental é quando a pessoa utiliza drogas em excesso, porém não percebe a quantidade que ingeriu. E, por fim, a fatal, é quando provoca a morte da pessoa.

Enfim, a overdose se trata de um conjunto de efeitos maléficos à saúde. Que podem ser causados pelo uso excessivo de drogas ou medicamentos.

Pois o organismo não tem tempo de eliminar esse excesso. Causando então, efeitos colaterais perigosos.

Afinal, alguém morre de overdose ou não?

Respondendo diretamente à pergunta que é o título do nosso artigo, tecnicamente, a overdose não mata. Na verdade, a substância que a causa é que pode tirar a vida de alguém.

Assim sendo, podemos dividir as drogas – sendo elas ilegais ou não – que podem causar uma overdose em: depressoras (sedativas) ou estimulantes.

Importante destacar que elas possuem efeitos opostos, porém ambas com o mesmo nível de perigo.

Inclusive, a intensidade delas varia dependendo da quantidade que for ingerida, do organismo da pessoa e do grau de mistura de outras drogas ou outros fatores.

Além do mais, quando as drogas entram em contato com o nosso corpo, essas substâncias vão diretamente para o nosso cérebro.

E é exatamente lá que elas se ligam em receptores específicos nos neurônios, os quais provocam sensações como prazer e tranquilidade. Cada tipo de substância ativa receptores específicos.

Esperamos que tenha ficado claro para você as informações aqui contidas! E caso você ou alguém esteja enfrentando problemas referente as drogas e quer uma ajuda profissional, fale conosco! A Clínica Restituindo Sonhos pode ajudar você, como já fizemos com diversas outras pessoas!

5/5 - (1 vote)
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Clinícas de Recuperação Restituindo Sonhos
Clinícas de Recuperação Restituindo Sonhos

Clínica de Reabilitação Química e Alcoólica