Que substância presente no cigarro provoca maior dependência química?

Que substância presente no cigarro provoca maior dependência química

Algumas décadas atrás era comum ver propagandas de cigarros na televisão e o ato de fumar era assimilado com poder, “status”. Ou seja, se você fosse um fumante, você era uma pessoa empoderada, usando um termo mais atual. Mas com o avanço da medicina e da ciência, vários estudos comprovaram que o tabaco traz diversos males à nossa saúde, inclusive causando dependência. Mas que substância presente no cigarro provoca maior dependência química? É o que você vai descobrir ao ler este artigo! Boa leitura!

Antes de falarmos sobre que substância presente no cigarro provoca maior dependência química, vamos falar a respeito de como o cigarro age quimicamente em nosso organismo.

A fumaça do cigarro é inalada para os pulmões, distribuindo-se para o sistema circulatório fazendo com que a nicotina chegue de sete a 19 segundos ao cérebro.

Além disso, o fluxo sanguíneo capilar pulmonar é rápido, e todo o volume de sangue do corpo percorre os pulmões em um minuto.

Dessa forma, as substâncias inaladas pelos pulmões espalham-se pelo organismo com uma velocidade quase igual à de substâncias introduzidas por uma injeção intravenosa.

A fumaça do charuto e cachimbo é absorvida pela mucosa oral. Dessa forma, não há a necessidade de tragá-la, pois da cavidade oral a nicotina atinge rapidamente o cérebro.

Saiba que substância presente no cigarro provoca dependência química

Talvez você já tenha percebido, mas já falamos qual a substância presente no cigarro provoca dependência química. Só para reforçar, estamos falando da nicotina.

A nicotina, que é encontrada em todos os derivados do tabaco (cigarro, charuto, cachimbo, cigarro de palha, narguilé, vaporizadores) é a droga que causa dependência.

Essa substância é psicoativa, isto é, produz a sensação de prazer, o que pode induzir ao abuso e à dependência. A dependência à nicotina é incluída na Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial de Saúde – (CID).

Ao ser inalada produz alterações no Sistema Nervoso Central, modificando assim o estado emocional e comportamental dos indivíduos, da mesma forma como ocorre com a cocaína, heroína e álcool.

Depois que a nicotina atinge o cérebro, libera várias substâncias (neurotransmissores) que são responsáveis por estimular a sensação de prazer, explicando-se assim as boas sensações que o fumante tem ao fumar.

Com a inalação contínua da nicotina, o cérebro se adapta e passa a precisar de doses cada vez maiores para manter o mesmo nível de satisfação que tinha no início.

Esse efeito é chamado de tolerância à droga. Com o passar do tempo, o fumante passa a ter necessidade de consumir cada vez mais cigarros.

Com a dependência, cresce também o risco de se contrair doenças crônicas não transmissíveis, que podem levar à invalidez e à morte.

Estima-se que, no Brasil, a cada ano, cerca de 157 mil pessoas morram precocemente devido às doenças causadas pelo tabagismo. Os fumantes adoecem com uma frequência duas vezes maior que os não fumantes.

Se você sofre com a dependência – seja qual for a substância – e precisa de ajuda, entre em contato conosco. A Clínica Restituindo Sonhos terá grande prazer em poder ajudar!

5/5 - (1 vote)
Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Clinícas de Recuperação Restituindo Sonhos
Clinícas de Recuperação Restituindo Sonhos

Clínica de Reabilitação Química e Alcoólica